• Jú Santana

Sua empresa na Crise? Resiliência X Resignação

A Resiliência e a Resignação são termos que vem sendo muito utilizados nos últimos tempos. Hoje, nosso tema voltado para o lado empresarial, já que estamos enfrentando uma crise econômica mundial.





Mesmo antes da pandemia do coronavírus, uma pesquisa, feita pelo Global Web Index e apresentada pelo Think With Google demonstrava o desânimo dos brasileiros em relação à realidade do país, 54% dos entrevistados acreditavam que o Brasil estava no caminho errado. O que assusta nessa pesquisa é revelar o abalo em um dos principais pilares brasileiro: O Otimismo.


E para piorar um pouquinho vem a crise. Sem respostas para as milhares de perguntas, sem previsão do fim, sem aviso de chegada. Pegando todos nós desprevenidos.

Aí que entra nosso tema de hoje, como podemos nos sobressair no meio de tantas incertezas? usando nossa criatividade, nossa força de vontade e nosso discernimento. Resumindo, nossa Resiliência e nossa Resignação.Vamos conversar um pouco sobre isso?


A Resiliência no meio corporativo segundo o médico e advogado Marcos Mendanha “É a capacidade de suportar pressão, sem que isso se comprometa no ponto de vista, emocional, físico ou mental”, ou seja, você sob pressão tem inteligência emocional para lidar com problemas, se adaptar às mudanças e superar obstáculos. E ainda, você abraça a tomada de decisão criando estratégias inteligentes e bem planejadas para enfrentar essa adversidades. Virar a página. Dar um passo à frente.


Já a Resignação está relacionada não só com a ‘’aceitação” “a quietação” “adaptação”. Mas ao ato de atribuir novos valores às coisas e assim agir a partir dessa nova perspectiva de realidade.


Só não confunda Resignação com acomodação, no sentido figurado de “preguiça” ou não tomar nenhuma atitude nunca diante dos problemas.



Segundo Cortella em entrevista à Jovem Pam no dia 3 de janeiro de 2020, ele diz que: “A resignação pode ser feita com serenidade ou com desespero. Eu posso me resignar de algo e estou ali conformado e triste porque tive que me conformar. Mas há uma resignação que se dá com inteligência. É quando você percebe que aquilo que você está enfrentando não será vencido.”


O que isso significa? Você precisa ter noção de tempo e a percepção da impossibilidade, para decidir se continua na Resiliência ou se você recua e entra na resignação, ou seja aceita a situação como está, porque sabe que não há como mudar em determinada situação em que você se encontra. Ou avança de forma inteligente para não fechar as portas da sua empresa.

As vezes é necessário avançar

As vezes é necessário paralisar onde está

As vezes é necessário recuar um pouco


Como tudo na vida, na empresa não é diferente. Sim, Jú entendi, mas qual é o momento de avançar, paralisar ou recuar? Você pode me explicar mais claramente?


Certo, vou dar alguns exemplos na prática:

1º) Jean tem um supermercado, vende muito, e estava com um faturamento maravilhoso. Em meio ao agravamento da pandemia, saiu um decreto da prefeitura de sua cidade, ordenando o fechamento do comércio por 15 dias. Nesse caso, não há o que fazer. Jean não pode desobedecer essa ordem, a não ser que queira colocar as pessoas em risco e ainda por cima levar uma multa, certo? Então não há outra alternativa a não ser fechar as portas. Impossível reverter esse tipo de situação.

(Essa situação é paralisar onde está, e esperar os próximos dias).





2) Bom, esperar 15 dias para ver o que será decidido, é muita coisa para uma empresa ficar fechada. Jean é uma pessoa muito empreendedora, abraça o problema sem desespero, analisa a situação, faz reuniões, discute com os colaboradores as melhores estratégias, liga para vários clientes, faz pesquisa de mercado e logo achou uma solução. Jean traça um planejamento cauteloso com todos os custos e gastos em uma planilha.


Desenvolveu um aplicativo. Nesse aplicativo, o cliente faz um cadastro, realiza suas compras, faz o pagamento pelo aplicativo e agenda um dia e hora para receber as compras em casa. Há um suporte, para ajudar as pessoas a baixarem o app, fazerem o cadastro e até finalizarem suas compras. Há também um vídeo explicativo na página principal ensinando o passo a passo. Como incentivo para os clientes baixarem o app, Jean ofereceu 10% de desconto na primeira compra. Houve reformulação e remanejamento dos colaboradores para dar conta da demanda e não perder qualidade no atendimento, como por exemplo o não atraso das entregas. Já tinha decidido que só iria trabalhar com entregas e venda somente pelo APP.

(Esse processo é a resiliência - avanço com pés firmes no chão).


3º) Porém, com o andar da carruagem, Jean percebeu que alguns clientes, principalmente os mais velhos e conservadores, não se adaptaram às compras online, para não perder essa parcela de clientes, Jean recua da decisão inicial de só vender pelo app e entregar na casa do cliente e disponibiliza em segundo plano: Atendentes para colher o pedido por telefone ou whatsApp. E a retirada por Drive Thru, com número do pedido em mãos e o pagamento é feito na retirada. Enfim, Jean não perdeu clientes e todos ficaram satisfeitos com as mudanças atendendo as necessidades de cada um.

(Esse processo é de Resignação - recuo e atribuição de novos valores).


Quando identificar os sinais de avanço ou recuo?

  • Antes de mais nada, precisa ter ciência que sua marca faz parte da vida das pessoas, entender a realidade de acordo com as necessidades básicas das pessoas e acompanhar novos hábitos (conhecer muito bem seu público alvo) - sensibilidade.


  • se você não está antenado, seu cliente está. Ele ficando em casa, ele fica mais tempo na internet, ficando mais tempo na internet, ele tem mais tempo para comparar, pesquisar, esperar talvez um pouquinho mais e comprar com mais consciência e quando eu digo mais consciência também se leva a consideração que seu pode aquisitivo possa estar mais baixo (talvez a esposa foi despedida, talvez o salário dele diminuiu), possa ser que nesse momento, ele compre uma marca secundária, ou dê preferência para a entrega mais rápida, ou ainda espere um pouco para adquirir aquele determinado produto


  • Uma pesquisa feita pela MidMiners (28 a 30 de março) com 1.000 consumidores, 85% estão dispostos a mudar de marca por preço ou indisponibilidade;


  • Se você está tendo resultados, por mínimos que seja, com as novas estratégias traçadas, você consegue se ver avançando aos poucos, passos pequeninos mas constantes, é um sinal de persistir no que está fazendo. O que não pode, é o congelamento por um determinado tempo dos seus resultados;


  • Você mesmo precisa sentir esse processo de evolução. Quanto perdi? quanto ganhei? quanto investi? quanto retornou? Análise de dados e métricas. Assim fica a par da real situação atual.




Há quem diz que para passar para o sucesso da Resiliência é necessário passar primeiro pela resignação, outros, que a resiliência deve vir primeiro, não existe regras, não existe certo ou errado, receita de bolo e muito menos um passo a passo.


O que existe é sua própria capacidade de analisar: você realmente está fazendo mudanças? Você realmente está saindo do seu campo de conforto? você está tirando sua bundinha da cadeira?


Existe o equilíbrio, o resultado obtido, se você tem bons resultados está no caminho certo. Então cada um de vocês analise, suas métricas, seus dados, o feedback dos seus clientes de acordo com a situação atual. Avance e sinta, se preciso for recue ou espere onde está.


Só não confunda Resignação com acomodação, no sentido figurado de “preguiça” ou não tomar nenhuma atitude nunca diante dos problemas.


Notícia boa:

  • Medo do desconhecido é capaz de acelerar mudanças nos hábitos das pessoas.

  • As empresas comprometidas que pensam de verdade no cliente, e que tomam ações mais rápidas, podem permanecer mais tempo no mercado;

existem muitas empresas que fecharam suas portas, muitas empresas estão aponto de fechar. Mas existem muitas outras que nasceram na crise, que estão crescendo como nunca antes, explodiram na crise, que deram a volta Por cima.


A lente: Cada um tem uma visão da mesma situação no mesmo tempo. Então tudo depende de você.





Bom então é isso amigos. Caso interesse ver essa matéria mais completa em vídeo. Espero que gostem, compartilhem com os amigos.

Basta Acessar abaixo:

Bjo no coaração


Jú santana

Mais Clientes



1 visualização

Mais Clientes 2019 - Todos os direitos Reservados

Home Office

  • Vou até você ou

  • Atendimento Online

Ligue

T: 034 9 9166-4304